Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Dois bispos chineses participam no Sínodo dos Bispos que começa na quarta-feira

1 de Outubro de 2018 13:35
26 0

Dois bispos chineses participarão pela primeira vez no Sínodo dos bispos, tendo obtido a permissão das autoridades, após a recente assinatura de um acordo provisório entre a China e o Vaticano.

A participação dos bispos chineses foi confirmada hoje pelo cardeal Lorenzo Baldisseri, secretário-geral do Sínodo - a Assembleia dos Bispos que se reúne periodicamente para tratar de questões importantes para a Igreja -, durante a apresentação da próxima reunião que decorre de 03 a 28 de outubro, no Vaticano, e que tem como tema "juventude, fé e discernimento vocacional".

A presença de dois bispos chineses no Vaticano representa o desanuviar das tensões entre a China e a Santa Sé, depois da assinatura, em Pequim, de um acordo provisório para a nomeação de bispos, principal motivo do conflito entre os dois Estados.

Os laços diplomáticos entre a China e o Vaticano são inexistentes desde 1951, após a excomunhão por parte de Pio XII de dois bispos designados por Pequim, facto ao qual as autoridades chinesas responderam com a expulsão do núncio apostólico, que se estabeleceu na ilha de Taiwan.

A China, por sua vez, não reconhece o papa e tem a sua própria Igreja Católica Patriótica desde 1949, quando Mao Zedong estabeleceu a República Popular da China.

No entanto, as relações bilaterais entre a China e o Vaticano registaram uma certa reaproximação no início do pontificado de Francisco e as partes expressaram, em várias ocasiões, disponibilidade para melhorar os laços.

Fonte: ojogo.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0