Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

CJ anula descidas de Agronomia e Direito e presidente da federação demite-se

13 de Julho de 2018 15:33
2 0

Luís Cassiano Neves aponta às decisões do Conselho de Justiça no que concerne ao jogo entre Agronomia e Direito.

O presidente da Federação Portuguesa de Rugby, Luís Cassiano Neves, apresentou esta sexta-feira a demissão do cargo, na sequência das decisões do Conselho de Justiça (CJ) relativos ao jogo entre Agronomia e Direito, nas meias-finais do campeonato nacional da modalidade.

O CJ optou por revogar a decisão da Federação, que tinha atribuído às duas equipas uma falta de comparência não justificada e consequente sanção de despromoção ao último escalão competitivo sénior, depois das a. Como tal, de acordo com o acórdão emitido, deve ser homologado o resultado que se verificava no momento em que o árbitro deu por terminado o jogo que opôs Agronomia a Direito, anulando também a atribuição do título ao Belenenses, que se tinha apurado para a final.

O encontro de 28 de abril ficou marcado por cenas de violência nas bancadas e no relvado, e pela ausência da equipa de arbitragem, que levou a que o jogo, que o Direito venceu por 15-12, fosse dirigido por um indivíduo recrutado da bancada.

"Na sequência das decisões do Conselho de Justiça, mas também em face da intenção já antes comunicada à Assembleia Geral, decidi formalizar este tarde a minha renúncia ao cargo de Presidente da Federação Portuguesa de Rugby, com efeitos imediatos, no que serei acompanhado pelos demais membros da Direção da FPR", pode ler-se no comunicado de Luís Cassiano Neves.

Fonte: ojogo.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0