Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Crónica: Boavista vence Benfica ao beneficiar de falha de Bruno Varela

17 de Setembro de 2017 7:01
3 0
Crónica: Boavista vence Benfica ao beneficiar de falha de Bruno Varela

O Benfica até marcou primeiro, por intermédio de Jonas, aos sete minutos, tendo o Boavista empatado aos 55, por Renato Santos, e virado o marcador aos 74, por Fábio Espino.

A equipa de Rui Vitória surgiu com o jovem central Rúben Dias no eixo defensivo, em vez de Lisandro Lopez, ausente com febre, segundo justificou o clube 'encarnado'.

O Benfica entrou e forte marcou cedo, aos sete minutos, por Jonas, que aproveitou bem um cruzamento de Zivkovic, cabeceando para o fundo da baliza boavisteira.

O Boavista reagiu ao golo sofrido, adiantando-se no relvado, e procurou pressionar logo no meio-campo defensivo do Benfica, conquistando assim vários livres, que criaram problemas à defesa 'encarnada'.

A pressão boavisteira manteve-se durante alguns minutos, à custa de muita entrega, mas sem a clarividência necessária para levar perigo à baliza de Bruno Varela.

O Benfica voltou a criar perigo aos 29 minutos, num livre de Jonas que Vagner defendeu para canto, aos 31, com um remate do mesmo jogador que saiu perto do poste esquerdo do guardião 'axadrezado', e aos 33, com outro remate forte, desta vez por Zivkovic.

Cada vez que o Benfica meteu velocidade nos seus ataques, ora por Salvio, na direita, ora por Zivkovic, na esquerda, o Boavista sentiu muitas dificuldades.

O Benfica voltou para a segunda parte com a mesma atitude, procurando empurrar o Boavista para junto da sua baliza, e o Boavista regressou com David Simão no lugar de Gilson, o que indiciou vontade do novo técnico de arriscar mais com um jogador conhecido por tratar bem a bola.

Mas foi com as armas habituais, muito coração e grande aposta nos duelos individuais, que o Boavista pôs a nu os problemas defensivos do Benfica e até empatou, aos 55 minutos.

Num lance de futebol aéreo, o Benfica não conseguiu tirar a bola da sua grande área e Renato Santos aproveitou uma sobra para atirar rasteiro e cruzado e marcar.

Salvio, entretanto, teve de sair com problemas físicos, algo que o argentino parece não conseguir livrar-se esta época, Rafa entrou para o seu lugar, o Benfica tomou conta do jogo e Vagner negou o golo a Jonas com uma defesa para canto.

O Boavista conseguiu ganhar um livre frontal, aos 77 minutos, e Fábio Espinho encarregou-se da sua marcação e foi feliz, tanto quanto Bruno Varela foi infeliz.

O médio boavisteiro atirou forte, Bruno Varela meteu as mãos à bola e deixou-a fugir para a baliza e, assim, "ofereceu" o 2-1 ao Boavista.

A partir daí, o Boavista defendeu com 'unhas e dentes' a vantagem e o Benfica mostrou-se incapaz de a anular, apesar do seu maior volume de jogo e o seu domínio territorial.

Leia também: Watford de Marco Silva volta às vitórias: 2-0 ao West Ham

Fonte: futebol365.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0