Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

David jogou nove anos no Benfica e é um dos heróis do Montalegre

18 de Dezembro de 2018 23:55
82 0

Taça de Portugal: lateral direito dos transmontanos é sportinguista e foi concorrente de João Cancelo - «tinha mau feitio, mas um bom coração» - e amigo próximo de Bernardo Silva - «um menino de ouro, faziam dele um chinelo».

Há vidas imprevisíveis. Veja-se bem a de David Carvalho, um dos heróis do Montalegre.

Nasce em Antuérpia, Bélgica, em 1994; oito anos depois, 2002, começa a dar os primeiros pontapés no Seixal FC; chega ao Benfica em 2003 para jogar nos escolinhas e inicia aí uma ligação de nove temporadas às águias; sai em janeiro de 2013 para o Belenenses e marca o reencontro com o emblema de Luz para dezembro de 2018.

Onde? No Estádio do Montalegre. Porquê? São os deuses da Taça de Portugal. Quando? Quarta-feira, 20h45.

«No dia do sorteio estávamos na sala de reuniões da equipa. Muito ansiosos, todos. Queríamos jogar em casa contra um grande, principalmente se fosse o Benfica. Mesmo eu, sportinguista de coração, queria o Benfica», diz David Carvalho, lateral direito, 24 anos, ao Maisfutebol.

«Eufóricos e a chorar de emoção», os colegas de David Carvalho recebem a melhor notícia do ano. Aí vem o Benfica às Terras de Barroso, para reencontrar David e um plantel do Campeonato de Portugal carregado de ambição. Não se acreditam?

Nove temporadas no Benfica, lembram-se? Vamos então a isso. David Carvalho troca o Seixal pelo emblema da Luz e dá o melhor presente possível ao pai, um benfiquista apaixonado.

Claro, que criança não ficaria? Entre alguns empréstimos (ao Corroios) e títulos, muitos títulos, David Carvalho escreve uma história bonita no Benfica. A oportunidade, a grande oportunidade, surge quando o treinador Bruno Lage tira o titular João Cancelo a 15 minutos do fim de um jogo.

No Benfica, David cruza-se com centenas de colegas de equipa, alguns bem conhecidos do grande público. «Já falámos do Cancelo. Tinha um feitio complicado, mas um bom coração. Quando perdia, ninguém lhe podia dizer nada. Detestava perder!», recorda David, agora no inclemente frio de Montalegre.

Campeão nacional nos juvenis, David Carvalho lembra a equipa que marca 118 golos e sofre só 18.

Humilde, quiçá demasiado, David Carvalho acaba por sair do Benfica a meio da última época nos juniores, mesmo depois de fazer alguns treinos com os seniores, na altura treinados por Jorge Jesus.

«Via e sentia que o mister João Tralhão não apostava em mim. No último ano de júnior era muito importante jogar. Recebi uma chamada do Belenenses, do mister Rui Gregório, e aceitei o convite dele».

Montalegre, 1800 habitantes, distrito de Vila Real. Município raiano, ali a espreitar Espanha. É aqui, em Trás-os-Montes, que David Carvalho é feliz.

«Vivo uma vida tranquila, não se passa nada. Posso deixar o carro a trabalhar e ir fazer uma compra qualquer. Ninguém chateia. Temos treino todos os dias, de manhã ou de tarde», conta David, a 48 horas de reencontrar o Benfica. Ansioso, pois claro.

David, falta escrever isto, já é quase transmontano. Joga no Vila Flor (2013/14), Mirandela (2014/15), Pedras Salgadas (2015 a 2017) e agora no Montalegre.

«As pessoas do Norte são fantásticas, vibram muito com o futebol. Não tem nada a ver com a mentalidade do Sul. Nada mesmo. Aqui o povo é muito humilde, atencioso, pessoas muito simples. É normal estar num café e alguém me pagar o pequeno almoço. O clima? Parece que estou na Rússia», brinca David.

Fonte: maisfutebol.iol.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0