Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Desapareceu roupa usada por mulher que acusa Ronaldo de violação

8 de Outubro de 2018 11:14
30 0

A defesa da mulher que acusa Cristiano Ronaldo de violação reportou o desaparecimento da roupa usada na noite do alegado abuso, assim como o depoimento prestado à polícia em 2009.

O advogado Leslie Stovall, que defende Kathryn Mayorga, diz que a mulher descobriu, ao formalizar a queixa junto da polícia, na semana passada, que o testemunho que fez em 2009, após a alegada violação, já não existe.

O vestido e as cuecas que Kathryn usava naquela noite de 13 de junho de 2009, e que a mulher diz que entregou à polícia quando apresentou queixa por agressão sexual, também estarão desaparecidos, revela a revista alemã "Der Spiegel".

A polícia local anunciou na segunda-feira a reabertura da investigação, depois de Kathryn Mayorga, professora, de 34 anos, ter apresentado queixa na semana passada num tribunal do condado de Clarck, Las Vegas.

Kathryn Mayroga denunciou a presumível violação à polícia de Las Vegas em 2009 e foi submetida a exames médicos, mas, segundo as autoridades, recusou-se a identificar o alegado agressor. Uma versão contrariada na quarta-feira por um dos advogados, Leslie Stovall, que garante que a sua cliente nomeou Cristiano Ronaldo.

Os advogados, que dizem não perceber por que parou a investigação, vão apresentar uma ação contra Ronaldo pelos crimes de violação, tentativa de assédio sexual, coação para fraude, agressão a uma pessoa vulnerável, conspiração, difamação, abuso de processo, tentativa de silenciar o caso, tentativa de concretizar um acordo de não divulgação, negligência e violação de contrato.

Sem o depoimento da jovem e com a roupa alegadamente perdida, a defesa de Mayorga vai ouvir ouvir ex-namoradas do jogador português para tentar colar um perfil de abusador a Cristiano Ronaldo.

"Namoradas antigas podem ser muito esclarecedoras sobre a conduta anterior" de Cristiano Ronaldo, disse Leslie Stovall, em declarações ao jornal britânico "Sunday Mirror", no domingo.

"Quero falar com qualquer namorada que o conheça intimamente", disse Stovall. "Isto vai ajudar a construir uma imagem do comportamento de Ronaldo, que pode ser vital para o nosso caso", acrescentou o advogado, que anunciou, na semana passada, que procura, também, uma mulher que acusou Cristiano Ronaldo de Violação.

Este procedimento, frequentemente gravado em vídeo, é conduzido como se estivesse em tribunal. Durante o depoimento, as mulheres serão interrogadas na presença de advogados em representação de ambas as partes.

Fonte: jn.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0