Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Em direto: “Vou lutar por vocês e nunca vos vou desiludir”, promete Trump

20 de Janeiro de 2017 19:31
108 0
Em direto: “Vou lutar por vocês e nunca vos vou desiludir”, promete Trump

Donald Trump já é Presidente dos Estados Unidos da América. No seu discurso inaugural, garantiu que cada decisão tomada durante o seu mandato “será feita para proteger os trabalhadores americanos e as famílias americanas”. “Vamos recuperar os nossos postos de trabalho. Vamos recuperar o controlo das nossas fronteiras. Vamos recuperar a nossa riqueza. E vamos recuperar os nossos sonhos”. Acompanhe aqui ao minuto e siga também a emissão da SIC Notícias

19h35 Um dos projetos de lei assinados por Donald Trump já enquanto Presidente dos EUA confirma a nomeação de James Mattis, antigo general de infantaria da Marinha, que foi chefe do Comando Central das Forças Armadas dos Estados Unidos entre 2010 e 2013, para secretário da Defesa, escreve a CNN. O seu nome terá ainda de ser aprovado pelo Senado.

Os restantes documentos assinados por Trump no Capitólio correspondem a nomeações oficiais para o Senado e a proclamação do dia nacional do patriotismo, informou o seu novo assessor de imprensa, Sean Spicer, no Twitter.

19h25 Agência Lusa escreve sobre o discurso inaugural de Donald Trump, que tomou posse esta sexta-feira como 45º Presidente dos EUA. Leia a notícia completa aqui.

19h22 Pouco antes da posse de Donald Trump, Javier Solana, o ex-secretário-geral da NATO, defendeu que o novo Presidente dos Estados Unidos “não é um homem decente”. Solana falava durante um debate organizado por uma empresa de advocacia, ao qual assistiu o rei Felipe VI de Espanha, a secretária-geral ibero-americana, Rebeca Grynspan, o ex-ministro espanhol Josep Piqué e o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros português Luís Amado.

“A despedida de [Barack] Obama foi a de um homem decente”, disse Solana, acrescentando que Donald Trump, “que vai governar o mundo, não é decente”. “Não conseguimos saber se paga impostos, ou não, quais os seus interesses e o seu alcance”, afirmou o também ex-ministro espanhol.

19h04 Opinião de Nicolau Santos no Expresso Diário: “Não há volta a dar. A tomada de posse de Donald Trump como 45º Presidente dos Estados Unidos é incontornável. Já tudo se disse de um Presidente que reage através do twitter a tudo, ora desaconselhando opções da bancada republicana (quando se preparavam para reduzir os poderes da comissão de ética), ora para ripostar violentamente contra os que o criticam, como Meryl Streep. É um estilo novo. Será ele o primeiro dos líderes do futuro? E para os que temem as suas decisões impetuosas será que o Partido Republicano, o Senado e Câmara dos Representantes o conseguem moderar? (...)”

18h59 Câmaras de televisão estão a captar novos confrontos em Washington D.C. Polícia norte-america terá feito até ao momento 95 detenções devido a protestos.

18h54 Fotografia do momento em que Trump presta juramento com a mão esquerda sobre dois exemplares da Bíblia (uma tradição desde a fundação do país): a sua, que guarda desde criança, e a que pertenceu ao Presidente Abraham Lincoln e está guardada na biblioteca do Congresso (“Lincoln Bible”).

18h50 David Duke, ex-líder do Ku Klux Klan, saúda posse de Trump: “Conseguimos! Parabéns Donald J. Trump, presidente dos Estados Unidos da América”, escreveu Duke no Twitter cerca de dois minutos depois de o presidente eleito fazer o juramento. Leia a notícia completa aqui.

18h30 “Afinal, as notícias falsas não influenciaram o resultado da eleição presidencial nos EUA”, escreve Luís M. Faria, jornalista do Expresso. A conclusão vem num estudo realizado por dois economistas, Matthew Gentzkow (Stanford University) e Hunt Allcott (New York University), que será publicado na próxima segunda feira pelo Poynter Institute, um respeitado centro académico na área dos media. Leia aqui a notícia completa.

18h27 O Expresso publicou esta sexta-feira à tarde um artigo sobre os nomeados de Donald Trump para o seu gabinete, que continuam a levantar polémica por questões éticas. A maior parte são milionários, nacionalistas, pessoas sem experiência política e membros da sua família, que terão de ser aprovados pelo Senado. Leia a notícia completa aqui.

18h24 Barack Obama continua: “Foi um privilégio na minha vida e sei que também falo pela Michelle... e mal posso esperar para ver o que vão fazer em seguida. Prometo que estarei convosco. Sim, conseguimos. Sim, podemos [Yes we did. Yes we can]”.

18h13 Num discurso proferido na Andrews Air Force Base, em Maryland, Barack Obama despede-se dos funcionários da sua administração. “Durante este processo, eu e Michel fomos o vosso rosto e a vossa voz. Mas isto não foi sobre nós. Foi sempre sobre vocês. E todas as coisas maravilhosas que aconteceram nos últimos dez anos deveram-se a vocês.”

Enquanto isso, Donald Trump está sentado numa sala do Capitólio a assinar documentos.

18h10 A Casa Branca já disponibilizou o discurso de Donald Trump na íntegra. O vídeo do discurso inaugural de Trump, que tomou posse esta sexta-feira como o 45º Presidente dos EUA, também está disponível aqui.

18h02 Todas os textos e referências às alterações climáticas foram apagadas do site da Casa Branca, que está já completamente alterado com as imagens do novo Presidente dos EUA.

O recém-empossado Presidente procederá, pela primeira vez, à revista das tropas. Ele e Pence vão liderar depois a também muito aguardada parada inaugural pela Pennsylvania Avenue, que tem início às 15h (20h em Lisboa) e na qual vão desfilar bandas de escola, militares, agentes da polícia e grupos cívicos. O trajeto termina na Casa Branca.

A noite termina com três bailes, dois oficiais, no centro de convenções Walter E. Washington, e um outro para as forças armadas, a partir das 19h (meia-noite em Lisboa). O casal presidencial Trump é esperado em alguns destes eventos. Donald Trump deverá aparecer nos bailes para um pé de dança com a sua Melania Trump.

17h39 Obama, Trump, Biden e Pence saem juntos do Capitólio. É tempo de dar os últimos abraços em público e de tirar a foto da praxe, só com os presidentes, enquanto as mulheres avançam para as limusinas. A câmara que capta estes momentos, capta também um outro, que o “Guardian” está a avançar: “Bem, tal como eu disse, estaremos mesmo aqui ao lado”, disse Obama a Trump.

17h37 Peso mexicano subia 1% face ao dólar, na maior subida numa semana, antes do início da cerimónia (Hélder Gomes, no México).

17h36 “Cancún, destino favorito de muitos americanos. Fortaleçamos uma relação de respeito mútuo com os EUA”, escreve o Presidente da Câmara de Benito Juárez no Twitter (Hélder Gomes, no México).

17h30 Durante o seu discurso, Donald Trump disse que o país vai “brilhar para os outros seguirem” em vez de liderar através do dinheiro ou da intervenção militar. “Vamos unir o mundo contra o terrorismo islâmico radical, que vamos erradicar da face do mundo”, prometeu, arrancando da audiência um forte aplauso.

“A todos os americanos, em cada cidade, longe e perto, montanha a montanha, oceano a oceano, estas palavras: vocês não voltarão a estar sozinhos”, disse ainda Trump. “Vamos tornar a América grande outra vez, com a ajuda de Deus”, terminou.

O primeiro aperto de mão que recebeu foi de Barack Obama, que lhe desejou um “bom trabalho”. O discurso, conforme estava previsto, demorou um pouco mais do que 20 minutos.

17h30 Seis manifestantes que conseguiram chegar muito próximo do palco onde Trump fez o seu primeiro discurso enquanto Presidente dos EUA foram afastados pelas autoridades. Gritavam “EUA! EUA!” e “Somos por uma América para todos!”, e traziam t-shirts onde podia ler-se a palavra “resistir”.

17h23 O discurso que Donald Trump acaba de proferir parece um discurso de campanha, escreve o jornal americano “The Washington Post”.

17h17 Trump continua: “Vou lutar por vocês com cada fôlego meu e nunca vos deixarei ficar mal. A América vai começar a vencer novamente, a vencer como nunca venceu antes. Vamos recuperar os nossos postos de trabalhos. Vamos recuperar o controlo das nossas fronteiras. Vamos recuperar a nossa riqueza. E vamos recuperar os nossos sonhos”.

O presidente dos EUA anunciou ainda “duas pequenas regras” que passarão a ser cumpridas: “comprar americano, contratar americano”.

17h09 Depois de agradecer ao casal Obama, que diz ter sido “magnífico”, Donald Trump sublinhou “o processo de transição pacífico”. “Hoje, nós não estamos meramente a transferir poder de uma parte para outra... nós estamos a transferir poder de Washington D.C. e a devolvê-lo às pessoas, a vocês”.

“O poder estabelecido protegeu-se a si mesmo mas não aos cidadãos deste país. As suas vitórias não foram as vossas vitórias. Os seus triunfos não foram os vossos triunfos”. Mas isso, disse Trump, “vai mudar, vai mudar a partir de agora, porque este momento é o vosso momento. Pertence-vos. Este é o vosso dia, esta é a vossa celebração, e este país é o vosso país”.

O dia de hoje, acrescentou Donald Trump, “será relembrado como o dia em que as pessoas voltaram a dominar. Os homens esquecidos e as mulheres do nosso país não voltarão a ser esquecidas. Toda a gente está a ouvir-vos agora”.

17h06 Donald Trump: “Nós, cidadãos da América, estamos aqui reunidos para reconstruir o nosso país. Juntos, iremos determinar o rumo da América e de todo o mundo durante muitos e muitos anos”.

17h04 Fontes oficiais estimam que entre 800 mil e 900 mil pessoas estejam em Washington para assistir à cerimónia e aos festejos associados ou participar nas várias ações de protesto previstas.

A cerimónia da tomada de posse de Donald Trump colocou a capital federal sob apertadas medidas de segurança, com 28 mil elementos, e condicionamentos à circulação de pessoas, carros e transportes públicos.

17h03 Trump agradece a Barack Obama e a Michelle Obama, que diz terem sido “magníficos”.

17h02 Donald Trump está a fazer o seu primeiro discurso enquanto Presidente dos EUA.

17h00 Donald Trump está a fazer o seu juramento como 45.º Presidente dos Estados Unidos perante o juiz John G. Roberts, usando duas Bíblias - uma oferecida pela sua mãe e a que Abraham Lincoln usou na sua posse, há 150 anos - e sob o olhar atento de uma multidão, dividida entre o fervor dos apoiantes e as críticas dos opositores.

“I do solemnly swear that I will faithfully execute the Office of President of the United States, and will to the best of my ability, preserve, protect and defend the Constitution of the United States”, disse Trump.

16h58 O vice-presidente eleito Mike Pence acabou de fazer o seu juramento perante o juiz Clarence Thomas, do Supremo Tribunal de Justiça.

16h55 Protestos junto à embaixada dos EUA no México. Palavra de ordem: “América Latina Unida. Não precisamos de ti, Trump”.

16h50 Um coro da Universidade do Missouri acabou de cantar há minutos.

16h49 Donald Trump fará o juramento perante o juiz John G. Roberts, com a mão esquerda sobre dois exemplares da Bíblia (uma tradição desde a fundação do país): a sua, que guarda desde criança, e a que pertenceu ao Presidente Abraham Lincoln e está guardada na biblioteca do Congresso (“Lincoln Bible”).

As suas palavras serão as seguintes, segundo prevê a Constituição norte-americana para o juramento da tomada de posse do Presidente: “I do solemnly swear that I will faithfully execute the Office of President of the United States, and will to the best of my ability, preserve, protect and defend the Constitution of the United States”. Em português: “Eu [Donald Trump] prometo solenemente que cumprirei fielmente as funções de Presidente dos Estados Unidos e farei o melhor que estiver ao meu alcance para preservar, proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos”.

16h42 Clientes do restaurante El Pollo Rojo, em Playa del Carmen, no México, acompanham o arranque da cerimónia de posse de Trump, através da televisão, conta-nos o jornalista Hélder Gomes, enviado do Expresso ao México.

16h30 Um correspondente do "New York Times" em Washington coloca duas fotografias lado a lado onde pode ver-se a diferença entre o público que compareceu à cerimónia de tomada de posse de Barack Obama, em 2009 e a do público que se encontra hoje junto ao Capitólio.

16h16 Hillary e Bill Clinton também estão no Capitólio. A candidata democrata, derrotada por Donald Trump nestas eleições, já escreveu no seu Twitter que a sua presença na cerimónia de tomada de posse é uma forma de "honrar a democracia e reafirmar valores".

16h07 Há aproximadamente 30 minutos, registaram-se conflitos entre manifestantes antiTrump e a polícia. Os manifestantes gritavam "Que se lixe Donald Trump" e atiraram objetos partindo algumas montras.

16h Bem-vindos ao direto. O Expresso vai acompanhar a cerimónia da tomada de posse do novo Presidente dos Estados Unidos. Donald Trump e Barack Obama estiveram reunidos na Casa Branca e seguem juntos para a cerimónia, junto ao Capitólio, em Washington DC.

Fonte: expresso.sapo.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0