Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Doze anos depois um campeão volta a falhar o Mundial

14 de Novembro de 2017 0:57
1 0

Nove das 21 fases finais sentiram a falta de pelo menos um vencedor do título mundial. O último ausente havia sido o Uruguai, em 2006

Pela primeira vez em doze anos a fase final da grande competição de seleções não vai poder contar com um vencedor do cetro mundial. O último campeão do mundo ausente havia sido o Uruguai, que falhou a fase final do Mundial 2006, na Alemanha.

Os uruguaios, aliás, que venceram a primeira edição em 1930, em que foram anfitriões, são o campeão que mais ausências tem. Ao todo foram sete as fases finais que não contaram com a seleção charrua – 1934, 1938, 1958, 1978, 1982, 1994, 1998 e 2006.

Outras seleções que depois de terem conquistado o Mundial falharam fases finais foram Itália, em 1958 e agora em 2018, e Inglaterra, em 1974, 1978 e 1994.

Considerando as 21 edições de Campeonatos do Mundo (contado já com o Rússia 2018) são nove as fases finais sem a presença de pelo menos um campeão. Em três destes Mundiais houve dois campeões ausentes: Suécia 1958 (Itália e Uruguai), Argentina 1978 (Inglaterra e Uruguai) e Estados Unidos 1994 (Inglaterra e Uruguai).

Desta vez, Itália, tetracampeã mundial (1934, 1938, 1982 e 2006), perdeu o passaporte para a Rússia. No final, o espelho da desolação era Gianluigi Buffon, campeão do mundo em 2006, que em lágrimas se despediu amargamente do Mundial 2018 e de uma carreira lendária com 175 internacionalizações na Squadra Azzurra.

Leia também: Krovinovic ambicioso: «Mundial é um dos meus objetivos»

Fonte: maisfutebol.iol.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0