Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Erros traem campeão europeu

19 de Junho de 2017 1:33
23 0
Erros traem campeão europeu

Seleção Nacional passou largos períodos a ver jogar um adversário que aproveitou duas asneiras na área de Rui Patrício para faturar.

Portugal fez este domingo uma exibição com mais baixos do que altos, em Kazan, e empatou (2-2) diante do México, na estreia da Taça das Confederações que está a decorrer na Rússia. Erros na defesa, pouca pontaria no ataque e uma atitude passiva durante largos minutos castigaram bem o campeão da Europa, perante um adversário perfeitamente ao alcance.

A equipa das quinas, aliás, entrou a ver jogar e, no minuto 5, os mexicanos criaram perigo, num remate ao lado, na área, de Reyes. Foi o único lance que assustou Rui Patrício até Portugal reagir. Minuto 17 – remate de Quaresma, fora da área, a sair perto do alvo. Minuto 19 - Ronaldo marcou um livre fora da área, a bola tabelou na barreira e foi parar a Pepe, que, em fora de jogo, tocou para CR7 estourar na barra; a bola sobrou para André Gomes que atirou certeiro; o juiz Néstor Pitana recorreu ao vídeo-árbitro e anulou o golo pelo tal fora de jogo de Pepe.

Subidos no terreno, os campeões da Europa continuaram com bola e Ochoa brilhou num centro de William que Salcedo desviou para a própria baliza. Até que, aos 34’, Cédric, na defesa, meteu longo em Ronaldo, que ao dominar a bola tirou um adversário da frente e foi para a área. Rodeado de três opositores, CR7 olhou para a direita e assistiu o solto Quaresma, que fintou Ochoa e fez o 1-0. Momentos depois, o ‘Mustang’, na área, outra vez a passe de CR7, atirou a centímetros do poste esquerdo.

Perto do intervalo, o México empatou. Jiménez centrou na esquerda, Guerreiro falhou o corte; Vela, na direita, cruzou para Chicharito se antecipar a Pepe e, de cabeça, fazer o 1-1.

A 2ª parte foi uma monotonia até ao minuto 80. A partir daí, a coisa animou. Tudo começou com mais um remate perigoso de Quaresma, após passe de Ronaldo. Na resposta, Jonathan dos Santos chegou à área lusa e atirou ao lado. Portugal mandava e Ochoa fez uma daquelas defesas impossíveis numa cabeçada de André Silva.

No terceiro aviso, Cédric fez o 2-1, num lance que começou em Ronaldo e passou por Gelson. A quarta investida só não deu frutos porque o remate de Gelson, na área, em desequilíbrio, saiu muito perto do poste esquerdo.

Leia também: A opinião de Danilo sobre o castigo de Cristiano Ronaldo

Fonte: cmjornal.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0