Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Fica internado após matar a mãe com 30 facadas

19 de Janeiro de 2017 4:54
7 0
Fica internado após matar a mãe com 30 facadas

Entre três e 16 anos de internamento compulsivo foi o que decretou o coletivo de juízes, esta quarta-feira, a António Egas, ex-militar que matou a mãe à facada, no Bairro da Pasteleira, no Porto, em abril de 2016.

O Tribunal de S. João Novo, no Porto, considerou o homem, de 57 anos, inimputável mas "socialmente perigoso". O arguido, que se encontra já internado na clínica psiquiátrica da cadeia de Santa Cruz do Bispo, assassinou Alice Cordeiro com 30 facadas, após uma discussão.

Depois de ter cometido o crime, continuou a falar para o corpo da mãe, pedindo-lhe, segundo o que ficou dado como provado, que lhe abrisse a porta do apartamento onde ambos moravam.

Fonte: cmjornal.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0