Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Governo quer trocas comerciais com mais países da América Latina

6 de Janeiro de 2014 14:24
56 0
Governo quer trocas comerciais com mais países da América Latina

Portugal quer diversificar os países da América Latina com os quais tem trocas comerciais, uma das prioridades da política externa para este ano que o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros apresenta hoje aos embaixadores portugueses.

Membros do Governo e o pessoal do ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) - chefes de missão, embaixadores, cônsules-gerais, diretores-gerais - reúnem-se hoje e na terça-feira na Sala do Senado da Assembleia da República, em Lisboa, no seminário diplomático.

Na abertura dos trabalhos, o ministro Rui Machete fará uma intervenção sobre «as principais prioridades da política externa portuguesa para 2014, ano em que a diplomacia multilateral assume particular visibilidade na medida em que haverá vários momentos-chave nas principais organizações internacionais», adiantou à Lusa fonte oficial do MNE.

Entre outros temas, Rui Machete irá abordar a eleição de Portugal para o Conselho dos Direitos Humanos da ONU para o triénio de 2015-2017; a reunião ministerial de Negócios Estrangeiros do Diálogo 5+5, que decorrerá em Lisboa no primeiro semestre deste ano; a cimeira da NATO, que irá realizar-se em Cardiff (País de Gales) em setembro; a cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em julho, em Díli, e ainda as cimeiras ibero-americana e União Europeia-África.

«O ministro dará a sua perspetiva sobre estes principais pontos da agenda internacional», referiu a mesma fonte.

Machete irá ainda apontar a diplomacia do mar como uma das prioridades do MNE para 2014, além de defender a aposta na diversificação dos países da América Latina com os quais Portugal mantém trocas comerciais.

No âmbito da CPLP, o ministro vai pedir «um empenho na valorização da dimensão económica da língua portuguesa», propondo, ainda, uma resposta aos «novos desafios de segurança no espaço euro-atlântico e em África, designadamente no Golfo da Guiné», salientou a fonte oficial do ministério.

Após a intervenção do ministro dos Negócios Estrangeiros, falará o diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, sobre «multilateralismo comercial no século XXI».

O encontro, com o lema "Projetar Portugal", prossegue depois à porta fechada, com a participação de membros do Governo, incluindo a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, o ministro da Economia, Pires de Lima, e vários secretários de Estado, incluindo os responsáveis dos Assuntos Europeus, dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação e das Comunidades Portuguesas.

Na terça-feira, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, oferece um almoço a todos os participantes.

O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas (anterior ministro dos Negócios Estrangeiros), encerra o seminário, na terça-feira à tarde. O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Pedro Reis, também participa no fim dos trabalhos, que serão concluídos pela secretária-geral do MNE, embaixadora Ana Martinho.

Após o seminário, serão apresentados votos de bom ano novo ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

Fonte: dinheirodigital.sapo.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0