Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Juncker: negociações do Brexit “sem progressos” para passar à segunda fase

3 de Outubro de 2017 11:17
2 0
Juncker: negociações do Brexit “sem progressos” para passar à segunda fase

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, alerta que permanecem "grandes divergências" de parte a parte ao fim de mais de seis meses e quatro rondas de discussões e que estas devem ser limadas antes de se poder avançar com planos para uma futura relação comercial entre o Reino Unido e a UE.

A União Europeia (UE) quer mais detalhes sobre a posição do Reino Unido nas negociações de saída do bloco europeu. O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, alerta que permanecem “grandes divergências” de parte a parte ao fim de mais de seis meses e quatro rondas de discussões e que estas devem ser limadas antes de se poder avançar com planos para uma futura relação comercial entre o Reino Unido e a UE.

“Não podemos falar sobre o futuro sem ter qualquer clareza em relação à posição do Reino Unido”, afirmou Jean-Claude Juncker, num debate sobre o estado das negociações entre UE e Reino Unido, a decorrer no Parlamento Europeu, em Estrasburgo. “Ainda não fizemos progressos suficientes para assumir plena confiança numa nova fase de negociações”.

O presidente do executivo comunitário diz-se “satisfeito” com a “abertura” demonstrada pela primeira-ministra britânica, Theresa May, no seu discurso em Florença a 22 de setembro, dizendo que foi um discurso “conciliatório, mas discursos não são posições negociais e resta muito trabalho pela frente”.

“Estou satisfeito pelo facto de a primeira-ministra [Theresa] May e a sua equipa terem reconhecido que o Reino Unido tem obrigações financeiras que deve respeitar”, sustentou Jean-Claude Juncker. “Os contribuintes da UE 27 não devem pagar pela decisão britânica”.

Jean-Claude Juncker reitera que é muito cedo para se iniciarem discussões comerciais porque não houve progressos suficientes em determinadas matérias fundamentais para o avanço das negociações, como os direitos dos cidadãos e a questão financeira do Reino Unido.

As negociações entre funcionários do Reino Unido e da UE retomam em Bruxelas na próxima semana. O fim da maratona de negociações entre as duas partes está previsto para março de 2019.

Leia também: Líderes da UE reunidos em Bruxelas com pós-Brexit na agenda

Fonte: jornaleconomico.sapo.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0