Barroso apela à moderação na Ucrânia e ao respeito pelos direitos civis

2 de Dezembro de 2013 17:22

68 0

Segundo uma nota da Comissão Europeia, nesta conversa ao telefone, Barroso defendeu que os alegados casos de uso de força excessiva por parte da polícia ucraniana devem ser investigados o mais rapidamente possível e que o Governo deve procurar alcançar um compromisso com todas as forças políticas.

O chefe do executivo comunitário disse ainda a Ianukovich que os direitos e liberdades dos cidadãos devem ser respeitados e sublinhou que os confrontos dos últimos dias na capital da Ucrânia só podem ser ultrapassados através de uma solução política e pacífica.

No domingo, dezenas de milhares de manifestantes protestaram no centro de Kiev, exigindo eleições antecipadas tanto para a presidência como para o Governo do país, desafiando uma proibição imposta na noite anterior por um tribunal ucraniano.

Já esta madrugada, após violentos confrontos com a polícia, milhares de manifestantes ucranianos acamparam na praça principal de Kiev e tentaram bloquear vários edifícios do Governo espalhados pela cidade.

No comunicado enviado à imprensa, a Comissão Europeia refere que o Presidente ucraniano terá concordado com as posições de Durão Barroso e confirmado uma investigação ao uso da força pelas autoridades policiais.

Fonte: jn.pt

Para página da categoria

Loading...