BCE só apoia Portugal no pós-troika com novo resgate ou cautelar

27 de Novembro de 2013 17:21

19 0

BCE só apoia Portugal no pós-troika com novo resgate ou cautelar

Irlanda e, eventualmente, Portugal só terão o apoio da rede de segurança do Banco Central Europeu (programa das Transacções Monetárias Definitivas ou TMD) no pós-troika - através de compras ilimitadas de dívida pública nos mercados secundários por parte do banco central - se aderirem a um novo programa de resgate ou a um plano de ajustamento cautelar, clarifica o próprio BCE.

Depois de a Irlanda ter anunciado na semana passada que pretende abandonar o programa da troika (que termina no final deste ano) sem qualquer linha de crédito cautelar, um dos administradores executivos do BCE, Jörg Asmussen, vem recordar e repetir a lista de condições da sua instituição, anunciada a 6 de setembro de 2012.

Por seu lado, Portugal está a dar tudo por tudo para sair do atual programa sem cair num novo resgate. O cenário do programa cautelar é o mais acarinhado no seio de alguns decisores em Lisboa, embora haja grandes dúvidas sobre a sustentabilidade da dívida e da capacidade em pagar juros; e se a economia resiste a mais uma vaga de austeridade, vertida no OE/2014, cuja lei ontem aprovada no Parlamento.

O primeiro-ministro, pelo contrário, continua a colar-se à Irlanda, tendo dito há pouco tempo que gostaria de seguir o mesmo caminho: sair da troika sem qualquer plano cautelar ou linha de crédito especial. Os analistas consideram que se trata de algo quase impossível, dada a debilidade do país, o alto desemprego e as contas públicas por estabilizar.

A Irlanda, ao rejeitar programas de ajustamento de que qualquer tipo, acabou por se excluir da rede TMD (OMT na sigla em inglês). Contudo, existe no Governo de Dublin a convicção de que o seu Tesouro é capaz de seguir pelos mercados financeiros pelo próprio pé em 2014; os níveis de as taxas de juro soberanas dão alguma razão a esse otimismo, tendo caído para níveis de 2009, ainda o país não tinha sido resgatado.

Fonte: dinheirovivo.pt

Para página da categoria

Loading...