Hamilton pole em Austin, no GP que lhe pode dar título

23 de Outubro de 2017 11:24

262 0

Domínio até agora no fim-de-semana, mas Vettel resgatou lugar na 1ª fila, mesmo a fechar qualificação e promete discutir o GP para adiar consagração do inglês.

Lewis Hamilton não deu quaisquer chances à concorrência em Austyin, Texas, para conquistar a 11ª pole do ano e a 72ª da carreira.

Um domínio que consolidou o que desde 6ª feira vem a fazer na pista americana, onde tem já domingo a 1ª das 4 chances para se sagrar de novo campeão do mundo de F1.

O crono de 1.33.108s passa a constituir novo record para o Circuito das Américas. Hamilton alcança com esta marca um novo record absoluto na F1, batendo mais uma velha marca de Michael Schumacher.

São agora 117 as largadas da 1ª fila, mais do que qualquer outro piloto na história.

Ao lado de Hamilton qualificou-se o seu ainda rival ao título, Sebastian Vettel. Embora sem conseguir acompanhar o ritmo do Mercedes de Hamilton, Vettel conseguiu na sua última saída para pista um crono que lhe permitiu tirar o outro Mercedes, de Bottas, da 1ª fila.

É a 7ª vez que Hamilton e Vettel, por esta ordem, repartem a 1ª fila da grelha. Hamilton conquistou a pole por 239 milésimas de segundo sobre o alemão da Ferrari. A prova que Vettel melhorou imenso na Q3 para a Mercedes, foi que chegou a rodar a mais de 7 décimas de Hamilton no início da qualificação.

O fim de semana da Ferrari tem sido difícil. Um problema no carro de Vettel levou ao uso sábado de um novo chassis (isto é, novo para este GP, um que já foi usado mais cedo na temporada).

A equipa depois de 3 corridas para esquecer espera, no mínimo, dar luta pela vitória a Hamilton no Texas. Se for fiável, o carro mostrou já esta época que é melhor em corrida que em qualificação. E o calor que se faz sentir preocupa a Mercedes por causa da gestão da temperatura nos pneus e do desgaste a que ficam sujeitos.

Na 2ª fila ao lado de Valtteri Bottas, está Kimi Raikkonen, no dia em que comemora os 10 anos sobre a data em que conquistou em São Paulo, 2007, o seu título mundial.

Os Red Bull fizeram o 5º e 6º cronos, mas só Ricciardo manterá posição na 3ª fila, pois a mudança de elmentos de motor no carro de Max Verstappen fá-lo recuar 15 lugares na grelha, com a penalização. A equipa teria de proceder a esta mudança ou em Austin ou no México, decidiu fazê-lo nos Estados Unidos pois a pista proporciona melhores condições de recuperação para o holandês.

Esteban Ocon no Force India sobe assim à 3ª fila, já que foi o 7º na sessão. Ocon foi melhor que o seu colega de equipa, Perez, 10º a 0.5s do colega.

No Top 10 estão também o McLaren de Fernando Alonso empurrado num semi GP em casa, depois da popularidade almejada nos EUA com as 500 milhas de Indianapolis.

Outro espanhol, Carlos Sainz que faz a estreia pela Renault, logo na primeira qualificação bateu Nico Hulkenberg, que sempre se tinha sueprioridade na temporada ao anterior colega de equipa, Jolyon Palmer.

Fruto de mudanças de componentes de motor e caixa de velocidades, Verstappen tem 15 lugares de penalização em relação à qualificação, Hulkenberg 20 lugares, Hartley 25 lugares e Vandoorne 5 posições.

Recorda-se que Hamilton vence o mundial no Domingo, de Vettel terminar abaixo do 5º lugar. Ou caso Hamilton termine em 2º lugar, desde que não seja Bottas a vencer, é campeão se Vettel for 9º ou abaixo.

Ainda domingo, estreia-se na F1, pela Toro Rosso, Brendon Hartley. Trata-se do primeiro neozelandês na F1 desde há 33 anos (Mike Thackwell) e acontece precisamente no dia em que passam 50 anos sobre o título do compatriota Denny Hulme.

Fonte: rtp.pt

Para página da categoria

Loading...