Investigadora Maria Manuel Mota vence Prémio Pessoa 2013

13 de Dezembro de 2013 12:10

34 0

Investigadora Maria Manuel Mota vence Prémio Pessoa 2013

Na 27ª edição do prémio, Maria Mota, do Instituto de Medicina Molecular de Lisboa e especialista da malária, foi a distinguida.

O Prémio Pessoa, no valor de 60 mil euros, é atribuído anualmente a uma personalidade que «tiver sido protagonista de uma intervenção particularmente relevante e inovadora na vida artística, literária ou científica do país».

Em 2012, foi atribuído ao investigador norte-americano Richard Zenith, um dos maiores especialistas na obra de Fernando Pessoa, e que está radicado em Portugal desde os anos 1980.

Em anos anteriores foram distinguidos, entre outros, o historiador José Matoso, os poetas António Ramos Rosa e Herberto Helder (que recusou o galardão), o escritor Vasco Graça Moura, a pianista Maria João Pires, o arquitecto Eduardo Souto de Moura, o compositor Emmanuel Nunes, o actor Luís Miguel Cintra, o constitucionalista José Joaquim Gomes Canotilho, a historiadora Irene Flunser Pimentel, o ensaista Eduardo Lourenço e os neurocientistas António e Hanna Damásio.

O Prémio Pessoa é uma iniciativa do semanário Expresso, com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos.

O júri de 2013, presidido por Pinto Balsemão, presidente do Conselho de Administração da Impresa (proprietária do Expresso), inclui personalidades como o sociólogo António Barreto, a jornalista Clara Ferreira Alves, o arquitecto Eduardo Souto de Moura, a bióloga Maria de Sousa, o médico João Lobo Antunes, o ex-presidente da República Mário Soares, o musicólogo Rui Vieira Nery e o filósofo Viriato Soromenho-Marques.

Fonte: diariodigital.sapo.pt

Para página da categoria

Loading...