Lusofonia: Agências de notícias lançam portal comum

26 de Novembro de 2013 14:38

23 0

Lusofonia: Agências de notícias lançam portal comum

As agências de informação de língua portuguesa vão criar um portal global de informação multimédia, cujos contornos serão apresentados para ratificação dos chefes de Estado e de Governo durante a cimeira da CPLP, em 2014, em Timor-Leste.

Num comunicado conjunto, as agências dão conta que a «Aliança das Agências de Notícias de Língua Portuguesa (ALP) decidiu hoje por unanimidade, em Brasília, a criação de um portal global multimédia que reúna os conteúdos noticiosos de interesse mútuo com origem na geografia da nossa língua comum».

Segundo o documento, «o projeto, que resultará na criação de uma marca global de informação, com webTv, congrega as agências nacionais de Angola (Angop), do Brasil (EBC-Agência Brasil), de Cabo Verde (Inforpress), da Guiné-Bissau (ANG), de Moçambique (AIM), de Portugal (Lusa) e de São Tomé e Príncipe (STP-Press), e ainda duas organizações que participaram na VI Assembleia Geral da ALP na qualidade de observadores convidados: a TDM (Macau) e a futura agência de Timor Leste, que se fez representar pelo secretário de Estado para a Comunicação Social, Nélio Isaac Sarmento».

Nos próximos seis meses serão definidos os contornos do funcionamento do portal global multimédia, lê-se no comunicado: «A marca deste portal global multimédia, bem como o primeiro desenvolvimento da plataforma web que vai suportar esta parceria multinacional, assim como os respectivos manual de estilo, orçamento e modelo de negócio, vão ser desenvolvidos ao longo dos próximos seis meses, a tempo de serem apresentados aos chefes de Estado e de Governo durante a Cimeira da CPLP marcada para Dili, Timor-Leste, em meados de 2014».

O português é a língua oficial de oito países soberanos, para além de Macau, e é falado por mais de 250 milhões de pessoas, em todos os continentes, sendo a quinta língua «mais falada no mundo, a terceira mais falada no hemisfério ocidental e a mais falada no hemisfério sul», acrescenta o texto difundido hoje a partir de Brasília.

«Ao inscreverem a criação deste portal de notícias, multimédia, como uma das suas prioridades de cooperação, as agências signatárias da Acta de Brasília reafirmam o português como língua global de interesse geopolítico, património cultural inalienável e com um enorme potencial económico» afirma o documento, que salienta ainda que «as agências noticiosas de todos os estados e territórios de língua oficial portuguesa colocam-se ao lado da CPLP na reclamação do direito a que o nosso idioma comum seja reconhecido como língua de trabalho nas Nações Unidas».

A EBC-Empresa Brasil Comunicação, que congrega a Agência Brasil, a Rádioagência e a TV Brasil assume a presidência da ALP e a liderança deste projeto, ao longo do próximo ano, com o apoio da INFORPRESS e da ANGOP, como vice-presidentes, e ainda da Lusa, que assegura a secretaria-geral da aliança.

Fonte: dinheirodigital.sapo.pt

Para página da categoria

Loading...