Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Milhares de pessoas manifestaram-se em Barcelona contra a independência da Catalunha

29 de Outubro de 2017 11:54
100 0
Milhares de pessoas manifestaram-se em Barcelona contra a independência da Catalunha

Marcha pela unidade de Espanha, convocada pela organização Societat Civil Catalana, teve início às 11:00 (hora de Lisboa) e encheu as principais ruas da capital catalã, onde os manifestantes gritaram "Puigdemont a prisión". Segundo a polícia municipal, foram cerca de 300 mil. A organização garante que foram mais de um milhão

Dezenas de milhares de pessoas manifestaram-se este domingo no centro de Barcelona contra a declaração da independência da Catalunha, que classificam como "um ataque sem precedentes à história da democracia".

Convocada pela organização Societat Civil Catalana, a marcha pela unidade de Espanha teve início às 11:00 (hora de Lisboa) no Paseo de Gracia, uma das principais avenidas de Barcelona, tendo sido encabeçada pelos líderes dos partidos não independentistas, como Albert Rivera, presidente do Cuidadanos, ou Xavier Garcia Albiol, líder do PP catalão.

Segurando bandeiras de Espanha e da União Europeia e empunhando cartazes com frases como "Catalunha é a minha terra, Espanha é o meu país", os manifestantes gritaram "Puigdemont a prisión", pedindo a detenção do até aqui presidente do governo catalão, que foi destituído por Madrid na sexta-feira, depois de ter proclamado a independência da região.

Além de Puigdemont, foram igualmente destituídos pelo primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, os restantes membros do governo catalão, tendo Madrid passado a controlar todas as instituições da região, na sequência da aplicação do artigo 155 da Constituição espanhola. Apoiado pelos socialistas do PSOE, o maior partido da oposição, o Executivo de Mariano Rajoy dissolveu ainda o Parlamento regional, convocando eleições na Catalunha para 21 de dezembro.

O presidente do governo regional destituído, Carles Puigdemont, recusou, no entanto, o seu afastamento e no sábado pediu aos catalães para fazerem uma "oposição democrática".

Segundo a polícia municipal, a marcha pela unidade de Espanha contou com cerca de 300 mil pessoas. Já a organização garante que foram mais de um milhão os que este domingo saíram à rua sob o lema "Todos Somos Catalunha".

Fonte: expresso.sapo.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0