Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Oposição da Guiné Conacri cancela protesto após acordo sobre lei municipal

9 de Agosto de 2018 18:05
7 0

A oposição na Guiné-Conacri cancelou hoje os protestos, em Conacri, depois de ter alcançado, na quarta-feira, um acordo com o Governo sobre o resultado disputado das eleições locais de 04 de fevereiro.

Nos últimos seis meses, a oposição tem contestado a vitória do partido no poder, a União do Povo da Guiné (RPG, na sigla em francês), sobre a União das Forças Democráticas da Guiné (UFDG), de Cellou Dalein Diallo, o principal opositor do Presidente, Alpha Conde.

Em fevereiro e março, a oposição organizou manifestações que resultaram na morte de pelo menos 12 pessoas, antes de iniciar um diálogo com o Governo.

De acordo com a agência de notícias AFP, na quarta-feira foi assinado um acordo pelo ministro da Administração Territorial, general Boureima Condé, por Amadou Damaro Camara, representando o Presidente, e por Diallo, em nome da oposição.

Segundo o texto, a União das Forças Democráticas da Guiné designará 22 presidentes de bairros e distritos, assim como dos munícipes de Ouendé Kénéma, Bignamou, Thiasso, Thindoye, Manfara e Bissikirima e de Kindia.

O executivo das quatro comunidades alvo de litígio de Conacri - Matoto, Matam, Ratoma e Dixinn - "serão eleitos de acordo com as disposições legais", referiu Damaro Camara à imprensa, citado pela AFP.

De acordo com o porta-voz do movimento presidencial, a maioria e a oposição também concordaram em "acelerar" a aplicação de uma disposição orçamental que oferece "assistência às vítimas" das manifestações.

O Governo também prometeu examinar "rapidamente" a situação dos presos durante a crise pós-eleitoral, acrescentou.

Leia também: Assunção Cristas assume alternativa ao atual Governo

Fonte: ojogo.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0