Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Pablo Casado anuncia candidatura à liderança do PP

20 de Junho de 2018 7:03
5 0
Pablo Casado anuncia candidatura à liderança do PP

O vice-secretário de comunicação do Partido Popular (PP) anunciou esta segunda-feira que vai competir para substituir Mariano Rajoy na liderança do partido. García Margallo também confirmou a sua candidatura.

A notícia apanhou os espanhóis de surpresa. Pablo Casado antecipou-se a Alberto Núñez Feijóo, Soraya Sáenz de Santamaría e María Dolores de Cospedal – nomes de peso do partido – e apresentou a sua candidatura à liderança do PP.

O político de 37 anos não tardou a tecer críticas a Feijó, o grande favorito à presidência do partido: “Eu sim quero ser presidente do PP, e creio que não devemos esperar pelo futuro, mas devemos sair e conquistá-lo. Não podemos continuar a arrastar os nossos pés durante uma semana para pensar quem quer liderar um partido que é um dos pilares fundamentais do sistema democrático espanhol”.

O jornal espanhol El País fala de uma “batalha geracional pelo poder”. Casado tentará aglutinar na sua candidatura a parte jovem do partido e defender a regeneração.

Para além de Pablo Casado, destacam-se mais três nomes na corrida para a candidatura. José Ramón García Hernández, porta-voz das Relações Exteriores do PP, foi o primeiro a apresentar a candidatura. Ao político juntaram-se o ex-ministro José Manuel García Margallo e o ex-líder das Novas Gerações, José Luis Bayo.

Pablo Casado foi recentemente alvo de críticas acerca de irregularidades no seu mestrado. Foi revelado que o político não frequentou as aulas, não realizou exames nem defendeu o trabalho final de mestrado.

Apesar destas acusações, Pablo Casado avançou com a candidatura à presidência do próprio partido. Conta com o apoio de uma parte importante do PP de Madrid e, segundo o El País, é uma figura de prestígio entre os partidos associados.

Alberto Núñez Feijóo, apesar de ainda não ter confirmado a sua candidatura, é considerado um nome garantido por vários órgãos de comunicação social e é dos favoritos à presidência. No entanto, o jornal El Confidencial escreveu esta segunda-feira que as garantias afinal já não são muitas: “Parece que não está claro”.

Para além de Feijó, Soraya Sáenz de Santamaría e María Dolores de Cospedal são outros nomes que ainda não confirmaram a candidatura.

Leia também: Frederico Varandas apresenta listas completas e anuncia presidente do CFD

Fonte: rtp.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0