Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Primeira-ministra britânica luta “dia e noite” para fazer aprovar Acordo do Brexit

13 de Dezembro de 2018 14:33
81 0
Primeira-ministra britânica luta “dia e noite” para fazer aprovar Acordo do Brexit

Theresa May está a lutar “dia e noite” para garantir a aprovação do Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia. A expressão é do ministro para o Brexit Stephen Barclay e pode ser aplicada para descrever a disposição da primeira-ministra britânica no Conselho Europeu que começa esta quinta-feira.

A primeira-ministra britânica e o presidente do Conselho Europeu Donald Tusk vão encontrar-se antes do início da cimeira, que começa ao princípio da tarde em Bruxelas.

Na capital belga, Theresa May esteve reunida com o primeiro-ministro da Irlanda Leo Varadkar, que não quer ouvir falar de alterações à clausula que estabelece o mecanismo de salvaguarda para evitar uma fronteira física na ilha da Irlanda.

O principal motivo das críticas e o tema do encontro com os líderes europeus, que vão começar a cimeira precisamente a debater o Brexit, é a solução encontrada para evitar uma fronteira física na Irlanda.

O atual ministro com a pasta do Brexit afirmou que “o mecanismo de salvaguarda [também conhecido como backstop] é assunto de preocupação para as duas partes”.

"Ambos os lados vêem o backstop como temporário", disse Stephen Barclay que considera estarem a ser feitos avanços. “Mas a questão é como garantir que os avanços sejam suficientes para os colegas" britânicos.

A União Europeia "está pronta para avaliar se qualquer nova garantia pode ser fornecida" ao Reino Unido sobre o mecanismo de salvaguarda irlandês e o seu Acordo de Saída, lê-se num esboço de documento que Bruxelas está a preparar para Theresa May.

No entanto, com base em fontes diplomáticas, a Reuters refere que o rascunho carece de aprovação e debate entre os Estados-membros. O Politico acrescenta que grande parte dos seis parágrafos estão entre parenteses, o que significa que o rascunho é o resultado máximo possível.

Os líderes devem oferecer mais do mesmo em relação ao Acordo de Saída e à Declaração Política sobre a futura relação com o Reino Unido, insistindo que o documento deverá ser ratificado e "não está aberta a renegociação".

Fonte: rtp.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0