Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Resultados da pesquisa

991-1000 Resultados a partir de 1000 para consulta «pcp»

14 de Março de 2016 11:39 O primeiro "chumbo" na votação, em plenário, do OE

PCP e PEV votaram ao lado do PSD contra um ponto de um artigo sobre o endividamento das autarquias. O primeiro chumbo na votação do Orçamento do Estado teve por base um ponto de um artigo sobre o endividamento das autarquias. PCP e PEV votaram contra, ao lado do PSD. PS, BE e PAN votaram a favor, com o CDS a abster-se, o que implicou um empate, com 106 votos 1

12 de Março de 2016 20:15 Entre a crise ou ter o CDS do lado do BE e do PCP venha a crise", diz Nuno Melo

O vice-presidente do CDS-PP rejeita qualquer diálogo com "este Partido Socialista", mesmo no caso de uma hipotética maioria parlamentar PS/CDS. Diogo Feio rejeita extremar posições. "Entre uma crise ou ter o CDS do lado do BE e do PCP venha a crise, porque não me terá ao lado do Bloco de Esquerda e do PCP", afirmou Nuno Melo, depois de questionado durante 3

12 de Março de 2016 15:01 Os 4 caminhos que Portas deixa a Cristas (traduzidos)

Paulo Portas deixou a liderança com o discurso que não podia fazer enquanto presidente. Deixou caminho aberto a Cristas e 4 diferenças a separar CDS e PSD. Temas: banca, Carlos Costa, Angola e Europa. Foi entre lágrimas que Paulo Portas fez o seu último discurso como líder do CDS, e com um aplauso enorme dos congressistas. Mas foi a intervenção mais livre 3

12 de Março de 2016 10:36 Nobre Guedes: "Cristas tem que encontrar 4 diferenças" face ao PSD

No dia do Congresso do CDS que há-de eleger Assunção Cristas como líder a TSF, Luís Nobre Guedes é o convidado da Entrevista TSF. O CDS não pode virar-se para o PS - porque os seus militantes nunca o perdoariam -, mas a nova líder tem de encontrar rapidamente quatro temas que o distingam claramente do PSD. Quem o diz é Luís Nobre Guedes, ex-dirigente 2

11 de Março de 2016 8:49 Belém. Costa pode contar com Marcelo?

O debate entre Marcelo Rebelo de Sousa e Edgar Silva, na campanha eleitoral, começou com uma pergunta dirigida ao agora Presidente da República: “Os apoios do PSD e do CDS são uma um trunfo ou um peso se for eleito?”. Na resposta, Marcelo Rebelo de Sousa foi mais claro do que nunca sobre a relação que tenciona ter com o governo que a direita baptizou 2

10 de Março de 2016 19:16 Fenprof quer saber como Governo vai cortar 300 milhões em pessoal

A Fenprof quer que o Governo explique como vai cortar 300 milhões de euros em despesa com pessoal na Educação, como previsto no Orçamento do Estado, sem despedir professores nem transferir o pagamento de salários para fundos comunitários. "Como é que o Estado poupa 300 milhões de euros em recursos humanos na Educação, se este é um ano, não apenas de manutenção 5

10 de Março de 2016 13:33 Governo promete aumento das prestações sociais

O Governo afirmou, esta quinta-feira, no parlamento que a lei do Indexante dos Apoios Sociais (IAS) "está parcialmente reposta este ano", através da atualização das pensões, garantindo que terá condições para "repor na totalidade" esta lei "no próximo ano". "O IAS foi congelado em 2009, é certo. Manteve-se congelado nos quatros anos seguintes por opção 1

10 de Março de 2016 12:41 OE2016: Governo diz que lei do IAS é "parcialmente reposta este ano"

Secretária de Estado da Segurança Social disse que "este ano o Governo teve de fazer opções" e decidiu avançar para "a atualização das pensões", garantindo que a lei do IAS não está esqyecuda O Governo afirmou no parlamento que a lei do Indexante dos Apoios Sociais (IAS) "está parcialmente reposta este ano", através da atualização das pensões, garantindo

10 de Março de 2016 12:17 Marcelo: com "os pés assentes no chão", mas muito "otimista"

No Palácio de Belém, o novo Presidente da República esteve com os funcionários da Presidência e deixou-lhes uma palavra de esperança Tomou posse e agitou afincadamente a mão de Cavaco, o movimento corporal era de quem ia abraçar o ex-Presidente, mas ficou a meio caminho. Cavaco não lhe correspondeu e o abraço do novo ao antigo Presidente não passou do "quase" 4

10 de Março de 2016 8:55 O primeiro dia foi "como um sonho", os restantes "vamos ver se é possível"

Entre os passos 31 e 38 do complexo guião da tomada de posse, alguma coisa muda. No fim do juramento de Marcelo Rebelo de Sousa, iniciado às 10h11, a Banda da GNR inicia os acordes d’A Portuguesa. Este é o 31.º momento da sessão solene, como indica o livro de protocolo do Parlamento. Mas de tão solene, o hino não parece ter letra. Só nos versos “oh Pátria 13