Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Técnicos de diagnóstico cancelam vigília e esperam diálogo com nova ministra

15 de Outubro de 2018 14:09
9 0
Técnicos de diagnóstico cancelam vigília e esperam diálogo com nova ministra

"Os sindicatos manifestam-se disponíveis para colaborar com a nova ministra, mas mantém o pré-aviso de greve já que a situação do setor está empatada numa situação inaceitável há demasiado tempo", refere em comunicado a plataforma sindical que representa estes profissionais.

Em comunicado, os técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica dizem esperar da nova ministra da Saúde, Marta Temido, "disponibilidade para o diálogo" e apontam como prioridades a nova tabela salarial, as regras de transição, e descongelamento das progressões.

A greve das 00:00 às 24 hora do dia 29 foi decretada pelas quatro forças sindicais que representam estes profissionais: STSS - Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica, Sindite -- Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica, SFP - Sindicato dos Fisioterapeutas Portugueses, e Sintap -- Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública e de Entidades com fins públicos.

Os sindicatos protestam contra "a Intenção do Governo de encerrar o processo negocial da revisão da carreira dos Técnicos Superiores das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT) sem acordo com as associações sindicais", e ainda a tabela salarial imposta pelo Governo que, defendem, cruzada com o sistema de avaliação e as quotas por categoria, implica que cerca de 90% dos trabalhadores permaneçam na base da carreira toda a sua vida profissional.

Os TSDT são constituídos por 19 profissões e abrangem áreas como as análises clínicas, a radiologia, a fisioterapia, a farmácia, a cardiopneumologia, entre outras, num total de cerca de 10 mil profissionais em exercício nos serviços públicos de saúde.

Fonte: rtp.pt

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0